260591908374632
 

Cuidados e Características da Prata

Atualizado: 13 de jun. de 2021


Prata Minério

CUIDADOS COM A PRATA


A prata 950 representa a ligação da prata pura com o cobre, sendo que 950g de uma liga de 1000g são de prata. Da mesma forma, a Prata 925 apresenta 925g de prata para cada 1000g da liga. Essas duas ligas são conhecidas como Prata de Lei e são usadas na joalheria.


Evitar o contato do produto com a água do mar, pois a prata risca se misturada com a areia, e acelera o processo de oxidação da prata.

Evitar também o contato da joia com perfume, cremes, terra, adubos químicos, maquiagem, tintura de cabelo, produtos oxidantes ou abrasivos como o álcool e creme dental.


Atentar-se com caixas e estojos de joias, pois os resíduos da sílica usada para evitar o mofo pode acelerar o processo de oxidação. Recomendamos envolver a peça com papel seda antes de armazená-las.


É natural a prata oxidar e apresentar uma coloração mais escura depois de um determinado tempo de uso. As peças que contém tratamento oxidante para detalhes rústicos podem apresentam oxidação precoce. Mas uma limpeza simples ajuda a recuperar as características originais da peça. Usar produtos adequados e específicos para a limpeza da prata, como o MONZI (limpa pratas) ou flanela mágica para joias.


PROPRIEDADES ENERGÉTICAS


Desde os tempos da antiga Babilônia, certos metais têm sido associados aos planetas. Esse sistema, feito para emprego nos rituais, permaneceu constante até hoje.

Para executar um encantamento relacionado a algum dos planetas, energize um metal com sua necessidade mágica específica e use-o em algum ritual significativo, como faria com as pedras.

Os metais podem ser levados consigo, carregados, postos em bolsinhas de tecido ou colocados próximo a velas ou pedras - não há limites.

Vale lembrar que os antigos viam o Sol e a Lua como planetas.


SOL - ouro

LUA - prata

MERCÚRIO - mercúrio (azougue), eletro

VÊNUS - cobre

MARTE - ferro

JÚPITER - estanho

SATURNO - chumbo


Fonte: Cunningham, Scott

Enciclopédia de Cristais, Pedras Preciosas e Metais / Scott Cunningham; tradução Cacilda Rainho Ferrante. -- São Paulo: Editora Gaia, 2005.


ORIGENS E APLICAÇÕES


A prata foi descoberta na Pré-História, depois da descoberta do ouro e do cobre (cerca de 3000 a. C.).

A prata é a mais branca de todos os metais e apresenta um poder de reflexão da luz especialmente elevado. A esta capacidade se deve o seu nome latino argentum, que significa claro e brilhante. O seu símbolo químico (Ag) deriva do latim argentum e do anglo-saxão siolfur que significa prata.


Na Natureza, a prata encontra-se frequentemente no estado puro, juntamente, em geral, com ouro e cobre. As principais jazidas encontram-se nos EUA (Nevada), México, Peru, Federação Russa, Canadá, Austrália e Bolívia.

O Brasil não possuí jazidas de prata. Quase toda prata de origem brasileira é obtida como subproduto da extração, purificação de outros minerais ou ainda da reciclagem.


Uma das principais aplicações da prata é no fabrico de baixelas e de joias. Contudo, para estes fins mistura-se a prata com 5% a 20% de cobre, dado que a prata pura é demasiado macia.

A fim de proporcionar a outros metais o aspeto da prata, costuma-se recobri-los com uma camada deste metal, processo que se realiza por via eletroquímica (galvanoplastia).

Embora a prata não reaja com o oxigénio do ar, reage com compostos de enxofre, dos quais existem vestígios no ar. Forma-se sulfureto de prata (Ag2S) de cor negra, que pode ser eliminado submergindo o objeto enegrecido numa solução diluída de cloreto de estanho.


Outra das principais aplicações da prata é na indústria fotográfica para fabricar películas e papéis fotossensíveis. Além disso, também é utilizada no fabrico de moedas e espelhos e ainda para pratear objetos.


Fonte: prata in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-04-30 22:59:23].

37 visualizações0 comentário